Rss Feed Tweeter button Facebook button
fev 282017
 

Esse ano completaremos dez anos de Nova Viçosa. Nesse período, passamos ‘simultaneamente’ por três estados brasileiros e dois países. Parece estranho, mas se buscarem nos arquivos, vocês entenderão. Lá em 2007, compramos um lote. Anos depois, nossa casa. Depois outro lote e outro. E uma casa velha e outra. No final, decidimos fazer nossa vila para enfim, talvez…entretanto, contudo, todavia, planejar nosso retorno dentro de dois anos. 

 

Nossa, nunca fiquei tanto tempo sem escrever. Mas é que estávamos sem internet em casa. Muito trampo na obra, casa cheia em dezembro e janeiro. Idas e vindas ao ES para levar familiares, marido, filhos, para irem para seus respectivos cantos nesse mundo de meu Deus. Sigamos!

Vida louca vida
Vida breve
Já que eu não posso te levar
Quero que você me leve
Vida louca vida
Vida imensa

mar 042016
 

Há tempos temos sonhado em comprar uma área próxima às casas que reformamos. Mas com as reformas em andamento, era impossível fazer outro compromisso…fomos protelando, até que em agosto passado, fizemos o primeiro contato com a proprietária. Deixamos tudo esquematizado para que em novembro, fizéssemos o negócio. Não deu certo! E se tem uma coisa que a minha sogra fala e eu levo ao pé da letra é: se for para ser seu, será! Ou seja, se não der certo, será livramento. Nesse meio tempo, outro proprietário vizinho ao que estávamos interessados, fez contato. Fomos mantendo contato, através de amigos maravilhosos e que foram decisivos nessa negociação. Em dezembro, fiz o primeiro contato pessoalmente, o negócio estava meio ‘agarrado’. Com a ajuda do filho advogado, desse casal de amigos, a coisa foi se desenrolando, até que nos últimos dias, prestes a vir embora, o negócio se concretizou. Todos os dois! Eis que enfim, temos uma área bacana para fazer nossa Vila. São quatro ‘casas’, duas delas, ainda estão ocupadas. Mas logo teremos as chaves em nossas mãos. Uma das propriedades, de frente para a Foz do Rio Peruípe e com a vista da Ilha de Barra Velha ao fundo, é um sonho realizado. É claro que ainda teremos muito trabalho, dor de cabeça com obras, despesas, mas já estamos calejados. Porque sabemos que para casa velha, há reforma para dar jeito e deixa-la tinindo.

IMG_7847Essa é uma das casas!

IMG_7845Olha a distância dela, para a casa Céu.

IMG_0145Só digo uma coisa: vai ficar muito lindo!

IMG_7864Essa aqui é o meu xodó.

IMG_7879As outras duas são estas aí, ficam de frente para a Foz e todas fazem divisa. Pela nossa experiência com as obras anteriores, cremos que tudo estará pronto para o final de 2017. Já tô com um frio na barriga e olha que os trabalhos só começarão em julho 😀 enquanto isso, da-lhe pesquisar. Logo mais, nossa vila contará com seis confortáveis casas para alugar. Já conhece o site? Não? Olha aí: Vila Peruípe.

Obrigada Senhor, por tantas bênçãos. Sabemos que sem trabalho e comprometimento, não há resultados. Como diz meu marido fitness: Sem dor não há espledor! kkkkkkkkkkkk

Beijos e boa semana…domingo é aniversário do maridão. Vivas!

jan 262016
 

Nos últimos anos, voltamos toda nossa energia para as reformas, a decoração, depois os jardins das casas Sol e Céu. Mas não nos esquecemos do nosso Recanto, que de quando em quando, ganha um carinho. Ele está por último em nossa lista de prioridades (pois não é para alugar), mas sonhamos em reformá-lo…pôr portas onde tem janelas, abri-lo para a vida externa. Esse dia chegará, enquanto isso, vamos fazendo o que está ao nosso alcance.

IMG_2689Tempos atrás, eu o pintei por dentro.

IMG_2688Tirei o turquesa das paredes que nos acompanharam por tantos anos.

IMG_2690E investi no branco.

IMG_2692Acender luzes durante o dia, numa região onde o sol não se faz de rogado, me mata.

FullSizeRender-18Nas últimas férias, a molecada se hospedou nele.

FullSizeRender-5E como estávamos fazendo os jardins das casas, optamos por dar um ‘up’ por lá também. Mantivemos as ixorás, que estão sempre vigorosas e o gramado judiado pela seca (mas que já está verdinho devido as últimas chuvas 😉  ).

FullSizeRender-7No entorno do coqueiro, buchinhos (Buxus sempervirens), seixos e casca de pinus.

FullSizeRender-8A fénix (Phoenix roebelenii) que morava no apartamento, se adaptou bem ao jardim.

FullSizeRender-9Pata de elefante (Beaucarnea recurvata) com seixos amarelos.

 FullSizeRender-10O bom de morar fora, é que jardim e quintal vão ganhando forma, sem que percebamos.

FullSizeRender-11Carinho nos detalhes 😉 aspargus, cactos, babosa e outras espécies, que não me recordo o nome.

FullSizeRender-15😀

FullSizeRender-17Ficamos felizes com o resultado, o próximo passo, será um redário.

IMG_2686E dar uma melhorada no quintal, cujas árvores frutíferas tem crescido e frutificado. Temos: pé de mexerica, pé de limão siciliano, jabuticabeira, pitangueira, pé de acerola, abacateiro, cajueiro, coqueiros,  banana da terra e banana ouro, pés de pupunha e um de frangipani que dá um cheirinho gostoso. Do lado de fora, ipês! Muito amor por esse lugar.

IMG_2687O próximo projeto, terá essa bela vista! Deus é bom, Deus é bom. Mas há que trabalhar para dar uma forcinha. Trabalhemos!

Beijocas e abençoada terça para nós 😉

jan 252016
 

26Se tem uma coisa que meu pai me deixou como ‘herança’, foi a capacidade de enxergar pequenos tesouros, em casas pelo qual quase ninguém daria nada. Ele tinha esse dom, transformava barracos em verdadeiros Lares, por mais simples que fossem. Capricho!

6A compramos em meados de 2012, estava destruída…pelo tempo e pela falta de cuidado. De início, só pudemos limpa-la e pinta-la…de cara, já ficou fofa. A alugamos, nos hospedamos nela. Até que chegou o momento de reforma-la.

2Confesso que conforme as fotos da obra iam chegando, meu coração acelerava de medo e incerteza. Será que ficará bom? Estamos certos em investir nossos sonhos e economias aí, ao invés de construir algo novo? Será que ela perderá a identidade?

IMG_2685Gostaríamos que ela mantivesse a essência da casa de outrora, meio fora de esquadro, com curvas, com história. Mantivemos a escadaria, com seus degraus nem um pouco uniformes, mas que amamos justamente por sua imperfeição 😉

julhonv (255)Com o tempo o medo foi dando lugar à ansiedade.

julhonv (130)E depois a alegria, a batizamos ‘Casa Céu’…nosso céu, nosso sonho!

julhonv (163)Já nos hospedamos nela pelo menos umas três vezes.

julhonv (57)E agora a liberamos para receber hóspedes.

julhonv (88)Nossa primeira casa para alugar. A primeira casa da nossa Vila.

jardimcasamaior (9)Um pequeno jardim, emoldura a varanda. Palco de tantas conversas.

7Nosso Paraíso particular, dividido com vocês.

5Tem muito amor e trabalho envolvidos.

A Casa Céu, grande como colo de Mãe, foi decorada com adornos africanos e indígenas. Recebe confortavelmente, duas famílias. Conta ainda com um pequeno jardim e pomar.

Descrição da casa:

  • Piso superior – 1 suíte, com cama de casal e ventilador de teto. 1 quarto com duas camas de solteiro e ventilador de teto. 1 banheiro social. Ampla sala com sofás e TV.

  • Piso inferior – 1 quarto com cama de casal e ventilador de teto, 1 quarto com três camas de solteiro e ventilador de teto. 1 banheiro social.

  • Cozinha americana integrada com a sala de jantar.

  • Chuveirão, varanda, jardim e pomar.

  • Lavanderia.

  • Alarme.

  • Capacidade: 9 pessoas.

  • Área total: 181.03m2.

Temos feito muitas pesquisas, para poder por em prática nossos novos projetos. Estamos felizes, ansiosos, animados, eufóricos. Essa vila é um projeto de vida para o nosso futuro. Daqui a pouco tempo, teremos três filhos independentes. Restará nós dois e esse Paraíso!

Lambuze-se de Vida

Não coma a vida com garfo e faca, lambuze-se.
Muita gente guarda a vida para o futuro.
Mesmo que a vida esteja na geladeira,
se você não a viver, ela se deteriora.
É por isso que muitas pessoas se sentem
emboloradas na meia-idade.
Elas guardaram a vida, não se entregaram ao amor,
ao trabalho, não ousaram, não foram em frente.
Depois chega um momento em que se conscientizam:
“Puxa, passei fome para guardar batatas
e elas apodreceram”.
Hoje em dia as pessoas orientam sua vidas
baseadas em idéias e métodos que já não tem
relação com a própria existência.
Elas não se alimentam corretamente porque
sentem medo de tudo: de engordar, de emagrecer,
dos agrotóxicos, da contaminação, dos malefícios
para essa ou aquela doença.
Quando se sentam à mesa, afirmam que precisam
comer carne porque contém proteína,
tomar leite porque contém cálcio.
Elas precisam comer isso ou aquilo.
Quase ninguém come sem culpa.
Todo o mundo se alimenta seguindo alguma moda.
O alimento deixou de ser comida
e se transformou em medicamento.
Solte sua alma, seja você.
Tenha consciência de que, se estiver em paz
consigo mesmo, você comerá carne quando tiver
vontade e não porque alguém disse que é bom ou ruim.
Você não come açúcar porque está satisfeito
e não porque ele é tido como nocivo à saúde.
Mergulhe totalmente na vida.
Chupe a laranja e tire todo o caldo.
Quando a morte chegar encontrará somente o bagaço.
Nada do que você deveria desfrutar estará contido
no bagaço, nada do que precisaria viver restará.
Não deixe sua vida ficar muito séria.
Viva como se estivesse num jogo,
saboreie tudo o que conseguir, as derrotas
e as vitórias, a força do amanhecer e
a poesia do anoitecer.
Brinque, mas brinque muito.
A felicidade é feita de muitos sorvetes. (Roberto Shinyashiki, da obra “O sucesso é ser feliz”)

jan 222016
 

IMG_2550Até pouco tempo a chamavam: barracão. E apesar dela estar destruída, isso me causava certa revolta. Como assim barracão? Eu, teimosa, a chamava de Casinha, anexo, edícula, mas nunca…nunca…barracão. Sentíamos por ela um amor especial. Enxergávamos nela um charme que os outros não viam.

IMG_2541Tão judiada pelo tempo!

IMG_2542Umidade e cupins a comiam, literalmente.

IMG_2545De início, só pudemos limpá-la, e pintá-la. Ainda assim, a chamavam: Barracão.

 IMG_2285Foi a última a ser reformada.

IMG_2618Mas a primeira a ganhar jardim.

IMG_2621Cactos e suculentas, se juntaram para dar vida à casinha.

IMG_2332Que agora se chama Casa Sol, uma referência ao piso de cimento queimado amarelo em toda área interna.

IMG_2620Ficou tão charmosa.

IMG_2333Alegre!

IMG_2334Receptiva!

IMG_2617Uma fofa!

IMG_1970Na suíte do piso superior, chita alegra o ambiente.

IMG_2619A porta, que outrora a fechava, agora tornou-se cabeceira.

IMG_2605No quarto do piso inferior, seguimos o mesmo padrão.

IMG_2606A arara foi herdada na compra da casa, a TV e a cômoda, vieram da Zâmbia.

IMG_2607Ficou charmosa que só.

IMG_2609A pequena cozinha é um ambiente super gostoso para cozinhar e bater papo.

IMG_2610Artesanatos simples, colorem o espaço da Casa Sol, feita na medida para dois casais. Decorada com elementos bem brasileiros, onde redes e um mar delicioso, esperam por vocês.

Descrição da casa:

  • 1 suíte no piso superior com varanda, com uma cama de casal e uma cama de solteiro, TV, frigobar, rede e ventilador de teto;

  • 1 quarto com banheiro, no piso inferior. Com uma cama de casal, TV e ventilador de teto;

  • Cozinha americana;

  • Varanda com jardim e chuveirão;

  • Alarme;

  • Capacidade: 5 pessoas;

  • Área Total: 131,47m2.

IMG_2615Tudo nessa vida requer trabalho, investimento de energia, paciência. Nada cai do céu, exceto essa exuberância de vida, que Deus nos dá. E que por vezes, teimamos em jogar fora, desperdiçar…

IMG_2614Marido e eu nos hospedamos nela. Passamos quinze dias ‘chamegando’, ‘carinhando’, arrumando tudo para receber sua família, num Lar! Entrem, sintam-se a vontade, sejam Felizes!

www.vilaperuipe.com.br

ago 082015
 

E recomeça o ciclo, depois de quatro intensas semanas viajando…foram quatro estados: MT para visitar a família durante um final de semana rápido. ES para pegar a bicharada, o carro e a moleca e seguir para a Bahia, onde trabalhamos dia sim e dia também. E um ‘cado de descanso’ no RS. Eu disse descanso?! Ôh dó! Se está aí uma coisa que não fizemos, foi descansar. Mas isso é assunto para outro Post.

julhonv (255)716E não é que a casinha ficou com um ‘quê’ do Convento da Penha?! Rsrsrsrs

julhonv (130)Depois de meses de reforma, conseguimos ‘quase’ finalizar a decoração de uma das casas. O salão ganhou cortinas feitas por mim, com ‘quicuembes’ daqui do Congo. Máscaras, pinturas e cestarias do Continente mãe. Adornos das etnias Umutina e Pataxó. Os tripés da década de 60 foram restaurados e viraram charmosas luminárias. Tudo muito simples, preparado pela nossa família, para atender à sua. Mas isso, só no ano que vem. Pois nas festividades de final do ano, receberemos nossas famílias e provavelmente, teremos ocupação máxima nas três casas…uhuuuu! Pelos janelões entram a brisa do mar, o farfalhar das árvores, o cantarolar dos pássaros. A luz entra sem cerimônia, deixando o ambiente ainda mais atraente.

A vista é linda!

21😉

julhonv (163)O telhado feito com eucalipto, lembra a importante monocultura para a região.

julhonv (57)E se a preguiça bater, na suíte encontrará o sossego. Simples e acolhedora!

nvjulho (82)A chita, adquirida há anos…finalmente foi para a máquina 😉

julhonv (88)O piso superior conta ainda com um quarto de solteiro e banheiro social.

julhonv (92)Boa parte dos móveis, vieram junto com a casa…como é o caso dessas duas camas. Marido as restaurou. Madeira ‘acarinhada na lixadeira’ renasce! Uma demão de seladora e pronto! No piso inferior temos dois quartos, um de solteiro e outro de casal. Os móveis, vieram do MT, nos acompanham há pelo menos duas décadas. Já moraram em Minas e agora, creio eu, que sossegarão na Bahia 😉

No quarto de casal, optamos por manter a cama de alvenaria.

2Mas nada disso seria possível, se o maridão não estivesse há quase uma década, trabalhando em solo africano. Essa terra abençoada tem nos proporcionado construir um futuro, com os pés fincados no presente. E se no continente Mãe, o homem trabalha sem parar…em terra brazilis, o homem diverte-se: ‘trabalhando’…vai entender! A menina mais nova, estudante de Arquitetura…pos o tanquinho pra lixar…e fez bonito. No futuro, teremos uma excelente consultora 😉

4Já a menina mais velha, colocou a barriga no fogão, após terminar sua pós em Pretoria…a bóia ficou por conta dela.

5Porque eu e Fumiga, ficamos por conta das costuras. Enquanto o gato…ah o gato. Ronronou pela casa inteira. Amou a escadaria.

19Ronron…

Até o genro entrou na dança.
24Porque família que trabalha unida…

31O filhote e a nora, ficaram de fora do ‘furdunço’, mas só por enquanto…mas eles tem feito a parte que lhes cabe. Norinha passou na primeira fase do exame da Ordem…muito orgulho desses meninos!!! E em dezembro, vocês não escaparão do trampo. Vai sobrar até para o João.

Gostou da casinha? Deixe seu comentário aqui! Beijos e obrigada pela torcida.

maio 152015
 

costadabaleia

Composta pelos municípios de Alcobaça, Caravelas, Mucuri, Nova Viçosa e Prado, a Costa das Baleias tem como principal atração turística o fenômeno anual de migração das baleias jubarte para o litoral do extremo sul do Estado, que pode ser observado no Parque Nacional Marinho de Abrolhos.

A esse belo espetáculo, aliam-se a extensa e diversa geografia submarina da região, ideal para a prática do mergulho e de outros esportes náuticos, além de outras Unidades de Conservação terrestres e de tradições folclóricas de influência portuguesa. A região conta ainda com outros atrativos, como o Parque Nacional do Descobrimento, a região da Barra do Cahy—local onde a esquadra de Cabral fez o seu primeiro desembarque para abastecimento de água—e o Museu Ecológico Franz Krajcberg, um espaço cultural que se localiza em Nova Viçosa.

A Costa das Baleias dispõe de infra-estrutura básica que inclui aeroportos em Caravelas e Teixeira de Freitas (para aeronaves de pequeno porte), rodovias, serviços de energia elétrica, abastecimento de água e telecomunicações, além de empresas que atendem ao turismo náutico e ao ecoturismo.

***************************

2E a reforma vai de vento em polpa, digo, de chuva em chuva…ou seja, quaaaaase parando. Há 15 meses começamos essa empreitada e confesso, estou cansada. Bem cansada. Espero que em julho, em nossa ida ao Brasil, finalmente a encontremos pronta. Calafrios só de imaginar o contrário! 🙁

 

3Quando estivemos lá em março, nos hospedamos na casa grande. Ficaram alguns reparos para trás, como calçada no entorno da varanda e alguns pequenos detalhes.

 

1Precisamos providenciar o gramado.

 

5A edícula lateral ganhou piso superior, com uma suíte espaçosa e varandinha.

 

8Olha as bonitinhas aí 😀

 

7A varanda da casinha <3

 

9A uns cinquenta metros, temos essa bela vista…barra do Rio Peruípe e Ilha de Barra Velha <3

 

10Uma benção!

 

12Mas a paciência…ah…essa daí já se esgotou. Beijocas e que tenhamos um bom final de semana.

*********************

Atualização: fotos novas das obras.

casa (32)Casa grande e Casa pequena…para alugar no Veraneio.

casa (34)Maisonnette.

casa (33)Varanda

casa (31)Varandinha da suíte <3

jun 302014
 

 

 

2Desde abril, estamos em obra lá na Bahia…confesso que quando recebi essa foto do arquiteto, com a casinha toda quebrada, me deu um medinho…um receio de nada mais ser como antes, rsrsrsrsrs…e é claro que não será, será muito melhor.

 

1Se já gostávamos dela…

 

3…toda brejeira.

 

9Imagine quando ficar pronta, toda iluminada e livre dos cupins.

 

12Não vejo a hora do telhado e a varanda estar prontos, dando forma para a casinha.

 

8E quem sabe, até não nos mudemos para ela?!

 

13Um dos banheiros.

 

11Saudades desse quintal.

 

5E quando vamos para a calçada, a vista é essa.

7E tem rio…mar, fragmento de Mata Atlântica, Mata de Restinga, mangue…sol, muito sol.

6😉

4Que Deus nos abençoe, que a obra fique do jeito que temos sonhado. Pois nela, temos posto nossas economias e trabalho. É bom ver nosso sonho virando realidade…em quarenta dias, estaremos em casa, conferindo se tudo deu certo e quem sabe, comecemos uma nova empreitada.

Beijinhos e boa semana!

nov 062013
 

 

O post era para ser sobre a minha ida ao MT no mês de setembro, mas acabei colocando esse na frente. Passei uns dias na Bahia, empreitando a obra na parte elétrica na “Maison cocotier” rsrsrsrsrs…na nossa estada lá, em maio, percebemos que a parte elétrica não estava legal e decidimos refazê-la, antes que tivéssemos problemas…só que uma coisa puxa outra, quebra daqui, quebra dali…decidimos pôr laje sobre a cozinha e a sala, aumentando assim o pé direito…daí que já que vai sair uma laje, porque não usar esse espaço…e daí, contrata arquiteto, encomenda projeto e teremos mais um monte de histórias para contar logo adiante. Fiquei duas semanas e enquanto as coisas caminhavam por lá, decidi por as mãos para trabalhar…pintei a sala turquesa que eu amava, de branco…a sala do “Recanto dos Capoeiras”. Ela comprometia a luminosidade que já não é das melhores. Portanto, antes de jogar tinta dentro de casa, pense bem…lembrando que essa é uma casa usada seis, oito vezes por ano. Imagine olhar todos os dias para ela, certamente eu iria me incomodar ainda mais com a escuridão da casa…a danada durou quase quatro anos. Super se pagou!

iComo fui sozinha, dividi o dia…trabalho de rua pela manhã (banco, banco, banco…rsrsrs…comprar produtos, cotações, etc), de tarde eu pintava a sala e de noite, lia, lia, lia zzzZZZzzzzZZZZZzzzzzz.

 

cAmo quando dou a sorte de chegar e as as orquídeas estarem floridas, olha só que belezura.

 

g

Dessa vez, só levei a Chitara. A Fumiga, que estava com uma inflamação no ouvido, ficou no apê….as meninas disseram que ela ficou triste, afinal, foi a primeira vez que a Chitara saiu e ela não.


aPara não ficar tudo muito sem graça, pintei o que era branco de azul. As prateleiras montadas pelo marido, ficaram bem funcionais.

 

d

Essas fotos foram feitas de noite, com as luzes apagadas (parede branca)…estavam acessas somente as duas luminárias sobre o balcão e uma de pé. O efeito fica bem legal.

 

eTenho uma chita que comprei há anos, bem resistente, numa cor linda…vou providenciar uma capa para o pufe branco com ela, para dar uma alegrada. Também preciso mandar revelar algumas fotos que fizemos em Cape Town para ir para a parede de imagens de praias que visitamos ao longo dos anos.

 

hEstou in love com as luminárias…foram uma facada, mas eu amei. Não a facada, que eu sou mulé séria.

 

fRoubei da outra casa essas cadeiras azuis, maiores, mais confortáveis e que fizeram contraste com o jogo de mesa.

 

bAs luminárias que trouxemos de Maraú, foram instaladas…ficaram lindas!

j

Casinha iluminada, com a instalação elétrica em dia…quintal sendo aterrado=dona feliz e cofre vazio…faz parte, mesmo porque, ainda temos pela frente a grama, a obra da outra casa…aff…melhor nem pensar muito. Rumbora caminhar Chitara?

 

Beijos, vou dar mais uma fugidinha, visitar minha mana que mora em Minas…volto daqui uns dias 😉

 

jun 112013
 

 

1

Depois de Soweto, fomos direto para o Brasil e sem planejar, chegamos em casa no dia 12 de maio, dia das Mães! Filhotas nos esperavam com almoço e sobremesa.

2

Passamos o domingo grudados e depois a segunda, e a terça…para que na quarta, marido e eu seguíssemos para a Bahia…alone…ou melhor, com as cachorras, prancha de stand up paddle, material de kitesurf, bicicletas, slack line e mais um tanto de tranqueira que não perderemos nunca o hábito de carregar. Haja carro para tanta tralha.

3

Na estrada: pequenos acidentes e os malucos de sempre, mas chegamos bem ao nosso destino.

4

Levamos almofadas novas para a casinha, com ilustração de phalaenopsis! So cute!

5

Pagamos um casal para cuidar da casa para nós…é tão prático, a casa está sempre ventilada, sem cheiro de mofo, limpinha, sem insetos…mesmo assim tenho o meu ritual, logo que chego vou expor meus badulaques, almofadas, mensageiro dos ventos, flores…por uma roupa de cama limpinha, toalhas e tapetes…encher a geladeira…amo fazer isso!

9Já o marido, se diverte pondo o jardim em dia!

14

E executando pequenos projetos. Na outra casa, tínhamos quatro maravilhosas pranchas de madeira, duas delas, marido usou para fazer essas prateleiras.

8

Marido havia me dito que quando o pé de coco produzisse, nos mudaríamos para a BA…danou-se, o pé de coco é anão e está começando a produzir…rsrsrsrsrs…brincadeiras a parte, a cada ida ao Brasil, arrumamos algo na casinha. Dessa vez, refizemos toda a parte elétrica da casa e finalmente, anexamos o lote do fundo à casa. Pensem em um quintal gigante, agora temos quase 1000 m2. Marido plantou no novo quintal, três pés de coco (que não são anões…rsrsrsrs), pé de jabuticaba e acerola, frangipani (jasmim). Do lado de fora, na entrada principal: dois frangipanis e na entrada secundária, três ipês…estamos super felizes, ficamos com entrada para a casa dos dois lados do quarteirão. Aos poucos, vamos deixando nosso Ninho pronto, para quando chegar o momento de voltar para a terra brazilis 😀

6

Nem deu para sentir saudades e dois dias depois, lá estavam elas (filhotas) na nossa cola…rsrsrsrs…roupa de cama cheirosa, esperando pelas crias.

17

Não preciso dizer como fico com o coração na mão quando elas pegam estrada 🙁 chegaram bem, Graças a Deus, mas na volta tiveram problema com a embreagem do carro e voltaram para o ES guinchadas 🙁 Marido foi correndo, socorrê-las…estavam na divisa entre BA e ES.

7Se Deus quiser, mais três xícaras estarão aí em dezembro 😉

11

Com a menina mais velha por perto, descanso da cozinha…já a menina caçula, vestibulanda…fica no pé do pai, com os exercícios de matemática 😉

10

 E depois do trabalho, diversão: praia!

13

O vento não estava para kitesurf, mas o mar estava para stand up…morro de medo, porque aí, apesar de parecer tranquilo, é a Foz do Peruípe…por baixo a correnteza pega 🙁 fico o tempo todo gritando: tá muito longe, põe o colete, Nataaaaaacha, Moooooor…rsrsrsrsrs…mãe/mulher sofre.

16

Prefiro slack line!

12Bom mesmo é Fumiga e Chitara, sempre obedientes 😀

15

Todos os finais de tarde, íamos tomar açaí ou misto, com creme de cupuaçu (Natacha e eu somos viciadas).

Pensa que acabou…acabou não…ainda tem o Festival Internacional de Jazz e Bossa de Santa Teresa/ES.

Beijocas!