Rss Feed Tweeter button Facebook button
nov 282013
 

2Ando meio quietinha nos últimos dias…o ano não foi dos mais fáceis. Tivemos problemas sérios de saúde na família e infelizmente, um deles, levou ao óbito. Ficamos muito tristes, estamos muito tristes, o momento é de silêncio, de reflexão…ao mesmo tempo, tivemos uma ótima notícia. Papai teve os tumores do pulmão, extinguidos. Sentimentos controversos, felicidade e fé, tristeza gigante. Foi horrível estar longe do marido, num dos momentos mais difíceis de nossa vida em comum. E por falar em marido, em três semanas, ele chega. Imagine nossa ansiedade. Apesar do recolhimento, tenho me preparado para esse momento. Estou indo para o MT dar um abraço de solidariedade na família do marido, em seguida, para o Paraná, para abraçar meus pais e depois, volto para casa, para esperar o maridão, o filhote, a nora e o nosso João <3 porque a vida, às vezes, se mostra difícil, mas vale a pena…sempre!

1Hoje fui tomar sol. E aí, lembrei que nunca mostrei a área social do prédio. É simples, mas bem agradável. Quase não a uso, deixo para aproveitar quando a família está reunida. Salão de festa, área gourmet, sauna, piscina…eu gosto mesmo, é da praia (apesar da água friiiiiiiiiia). Não contem para o marido, mas eu mandei fazer uma prancha de stand up paddle, para ele. Liiiiiinda!

3O luxo daqui, fica por conta da vista. De um lado, o Morro do Moreno, do outro, a Praia da Sereia…incrível! Mas ainda temos que comer muuuuito feijão, para poder comprar um apartamento por aqui. E por falar em apê, mostrei ele AQUI, AQUI, AQUI, AQUI e AQUI…a decoração é bem descontraída, porque na maior parte do ano, são as crias quem vive nele. Eu gosto!

 

Beijocas!

 

 

 

fev 072013
 

1Chegamos de Cape Town num domingo…Maridão cheio de gás, instalou as molduras Disquadro na parede. Imaginem a briga para decidir quais iriam para a parede! Precisei lembrar que cansou, é só mudar…rsrsrsrsrs.

3Escolhi Caetano, Pink Floyd e Rita Lee 😀 marido, optou pelo Raul e a Gabi por Cazuza, Secos & Molhados e Ultraje.

 

4Dois dias depois, a turma chegou do Mato Grosso. Meu filhote Raul com a família, e a vó Vana, avó das minhas crias. Pense numa varanda linda, cheia de risadas 😉

 

20João, o charmoso! Imagino que o vizinho do piso inferior não tenha gostado muito da barulheira que fizemos nesses dias 🙁

 

5Gabi colocou a mão na massa, preparou casquinha de siri e moqueca de badejo.

6Mamãe aproveitou para mandar pequi fresco para nós, cozinhei e fritei…pronto para o uso, é claro que no dia seguinte, rolou aquela galinhada maravilhosa, de lamber os dedos.

 

7Ficamos dois dias no apê e depois pegamos estrada, rumo à Bahia. Fomos ver as cadelas, quarenta dias longe delas, já estava nos deixando angustiados.

8Foi uma festa, elas ficaram enlouquecidas…choraram, pularam, latiram e dormiram na cama, junto das crias.

9O gramado estava um horror…buraco por todos os lados. Será que elas estavam tentando uma fulga?

 

10Quanta comilança, quase todos os dias jantávamos na pracinha…tapioca, macarrão na chapa, cachorro quente, churros…rsrsrsrsrs.

11Os nove dias que ficamos no Recanto foi assim, comendo, dormindo e indo para a praia…de manhã e de tarde. Acho que foi a primeira vez que não fizemos praticamente nada. Curtindo a casa e as crias.

 

12Fomos ao Restaurante Dois Dois, uma delícia. Sempre vamos lá, é pequeno, a comida é gostosa, farta e o preço é bacana. Normalmente, não vemos crianças por lá. João, uma criança saudável, Graças a Deus, estava com fome e resmungando. Uma Senhora, teve a infelicidade de fazer o seguinte comentário: “Que menino mal educado”. Ok, é chato uma criança resmungando…o fato é que minutos antes, um guarda havia ido na captura de alguém que havia estacionado em local proibido. Adivinhem quem era a tal criatura? O marido da dita cuja. E aí, quem é o mal educado da história? Faizfavô!

15Filhote e a nora.

 

14Os dias estavam especialmente bonitos, no início da manhã e no início da noite, piscinas se formavam em frente de casa, era só seguir a trilha e ir parar lá…no paraíso. As cadelas não foram para a praia nenhum dia, em pleno veraneio, é melhor evitar fadiga, afinal, nem todos gostam de cães…em maio, elas irão à forra! E nós também, again 😉

Eu amo a Bahia!

 

nov 242012
 

Ontem de noite, fui levar a caçula na rodoviária. Ela preferiu participar da Formatura da antiga turma em Minas, do que da turma daqui do ES…ao retornar, não consegui encontrar o caminho de volta por Vila Velha e vim por Vitória mesmo, vai entender…rsrsrsrs…cheguei em casa depois das 22:00 horas e a Gabriela me esperava com uma porção diminuta de lasanha para o jantar. Como resistir?!

 

Mas é claro que esses delizes, não podem tornar-se recorrente 🙁 no dia a dia, a dieta tem que ser a mais adequada possível. O peso estacionou, ou pior, aumentou pouco menos de dois quilos. Em contrapartida, ontem peguei os resultados dos meus exames e estes, estão bem legais, com exceção do colesterol que ainda deu limítrofe. O HDL, triglicerides, TSH, T4, vitamina B12, ácido fólico, cortisol, glicose, insulina e o caralho a quatro, deu tudo nos conformes. (Sorry, caralho a quatro foi péssimo)…é que a nutróloga tem mania de me revirar do avesso, em termos bioquímico, ‘faisfavor, porque eu sou mulé séria’! 😀

 

Agora estou naquela fase de agendar retornos para levar os resultados dos exames, arrumar o que tiver que ser arrumado, manter o que tiver que ser mantido e mudar o que precisar de mudança. Não tenho caminhado no calçadão, aliás, não tenho feito nenhuma atividade esportiva, além de pilotar o aspirador, a máquina de lavar roupa e o fogão 🙁 a inflamação do meu cotovelo esquerdo tem dado trabalho, mas Graças a Deus, o resultado do Fator reumatoide deu negativo. Tenho feito fisioterapia. Dependo da melhora do cotovelo para voltar para a academia, mas devo sair daqui com tudo isso definido. E a melhor notícia dos últimos tempos (exagerada), não precisarei operar, meu ginecologista disse que o mioma diminuiu em torno de 20%…volto para o Congo no ano que vem, oba! Véi, na boa…tô me sentindo tão idosa com esse papo de doença! Rsrsrsrs…acho que nunca fui a médicos, tanto quanto tenho ido nos últimos anos.

E por falar em Congo, vamos passar Natal e Ano Novo por lá, eu, marido e as meninas, e na volta passaremos um dias em Cape Town com direito a um bungy jumping de 216 metros, não eu, as meninas é claro. Antes disso, passarei uma semana na BA e a outra no MT…rapaiz, quando escrevo é que eu vejo o quanto não tenho rotina.

 

Quem tem vida mansa aqui em casa é a Chitara, que todos os dias curte seu sol matinal.

 

E a Fumiga, que apesar de amar uma cama cheia de coberta, também não resiste a uma varanda recém lavada e fresquinha. Também, com um visual desses, até eu que sou mais boba 😀

 

Beijocas e bom final de semana! Tô devagar, mas tô na área 😉

 

nov 072012
 

Como vocês puderam perceber no post anterior, marido não para…seja trabalhando dentro de casa, seja praticando esporte…além disso, não deixa nínguem parado…a casa é uma verdadeira função quando ele está por perto. Dormir até tarde?! Sem chance, ele acorda a molecada carinhosamente, pulando sobre eles 😀 Uma das coisas que não abro mão, sempre que possível, é fazer as refeições juntos e a mesa. Com essa vista, não é sacrifício nenhum, né não?!

 

Natacha fez 18 anos e demos de presente para ela, uma prancha de stand up…marido nem gostou 😉

 

Amou!

 

Enquanto a caçula ia para a escola, ele ia brincar!

 

Já a mais velha, aproveitou da nossa ausência para praticar rapel, não, não costumamos proibí-las de nada, mas tem que buscar sempre bons profissionais.

 

Ela também perdeu bastante peso, está linda.

 

Pare o mundo que eu quero descer e de cabeça para baixo 😉

 

Quando chegamos, a primeira coisa que ela fez, foi nos levar até o Morro do Moreno (barriga da macaca).

 

Correndo na frente!!!

 

Sorrisos parecidos, cada um torto para um lado…rsrsrsrs.

 

Contemplando.

 

Vista para um dos cartões postais da cidade: Convento da Penha.

 

Caçula.

 

Meu menino e eu.

 

A primogênita.

 

O quarteto. Raul faz muita falta, mas compreendo que eles estejam investindo na família e nos estudos, aliás, fico orgulhosa. Raul está fazendo Agronomia e Alline, Direito 😉

 

Descendo.

 

Depois fomos fazer um lanche na Pousada do Farol o lugar é incrível, apesar de eu não ter curtido a decoração ‘tudo junto e agora’ 🙁

 

Saca só o visual!

 

A terceira ponte.

 

Natacha e marido andaram de bicicleta na orla, com direito a Gopro registrando tudo.

 

E depois dessa agitação, contemplar o mar.

 

Sentar no banco da orla e curtir o último dia antes dele viajar 🙁

 

Meu café da manhã agora, é solitário 🙁

 

Mentira danada, Fumiga está sempre por perto.

 

E a Chitara, também.

 

Mensagem para o dia, escrito no copo em que tomei iogurte logo cedo: “Take time to enjoy the beauties of nature. This costs little and would do much to lighten your burdens”.

 

Obs.: Gabi está em Sampa participande de um evento Gastronômico, passado o ENEM, a Natacha tem ficado em casa e está me mimando e fazendo companhia. Depois de passar por um fisioterapeuta e um ortopedista, ontem consultei um reumatologista, se continuar assim, teremos bolo em dezembro para comemorar um ano de dor no meu cotovelo 🙁

Beijocas e boa quarta-feira, por aqui, chuvosa…talvez precise usar a prancha de stand up da Natacha para sair mais tarde 😀 rsrsrsrs…cheiro!

mar 262012
 

 

Depois de quatro meses, começo a arrumar a mala para voltar ao Congo do lado do marido. O apartamento ainda não está 100%, algumas caixas insistem em permanecer fechadas na despensa. Livros, alguns objetos de decoração e quinquilharias permanecerão encaixotados. O mais importante foi feito, a prole está devidamente instalada e adaptada, aptas a seguirem seus caminhos longe dos pais. Passo o cetro para a vó Vana que está chegando para fazer companhia, assim segue a vida. Deixo a cozinha como templo da filha mais velha e sei que quando eu voltar, ela estará ainda mais habilidosa.

 

Não nos desfizemos dos móveis da cozinha de Minas, acabei misturando tudo e gostei do resultado.

 

Para nos despedir fiz uma feijoada gostosa, acompanhada de arroz e saladinha. Tudo muito simples.

 

E saboroso 😀

 

Trouxemos os tapetes da sala da praia, muito mais fáceis de manter limpo. Agora preciso encontrar uma lavanderia apta a lavar o tapete de lã de ovelha, para guardá-lo. Os espaços do apê não o acomodam adequadamente.

 

Chitara foi a Petshop ontem, está toda trabalhada no tutti-frutti.

 

Ontem levei o marido para conhecer a feirinha de orgânicos, ele não resistiu e trouxe essa orquídea para casa.

 

Meu menino inquieto, nos últimos dias tem ido para a academia malhar, praticar jiu jitsu e ainda está fazendo o curso de kitesurf.

Ele não para e quando penso que cansou, vai mexer com as plantas. Não é atoa que ontem e hoje, dormimos toda a tarde no chão da sala 😀

 

Regar a vida com amor é nosso objetivo, sempre.

 

Ainda tenho duas idas a dentista, levar o resultado da mamografia para o ginecologista, por o presente da Josie no correio, pegar as credenciais de mergulho e mais alguns assuntos de ordem prática. Amo minha vida e a minha família.

Beijocas, nos falamos quando eu chegar ao Congo!

mar 232012
 

 

 

Saimos de Minas, mas ela não saiu da nossa casa. Antes de vir embora, ao ir em Bichinho/MG, comprei um paneleiro. Sonho de consumo antigo. O ‘lindão’ somente foi para a parede agora, falta de tempo minha gente. Falta de tempo. Deu uma esquentada na cozinha branca de armários brancos. Noutra hora a mostro por inteira (se tiver tempo 🙁 ) Virou o cantinho do lanche rápido.

A ele se juntaram a penca de bananas e o cacho de pimentas comprados em Tiradentes, assim como o jogo de panela de alumínio batido comprado na estrada quando fomos ao Mato Grosso.

Amei o resultado!

 

Essa plaquinha compramos em Paris.

A cocó e a cocozinha foi presente da Lola, do “Mulheres em conflito“, foram feitas pela Aninha Cavallari.

 

Sigo em marcha lenta, quando chegar ao Congo, prometo por as visitas em dia.

Beijocas e bom final de semana 😀

mar 032012
 

 

E abençoada, tenho os melhores filhos, o melhor marido, os melhores pais, os melhores familiares, os melhores amigos e saúde. O que mais eu posso querer?! Ontem levei o resuldado da punção na Endocrinologista, Graças a Deus estou bem. Posso curtir tranquila a chegada dos coroas e do marido que está cruzando o Atlântico nesse momento. Pela manhã fui a feira de orgânicos aqui perto de casa, trouxe verduras, legumes e flores. As escolhidas foram azaléias e copo de leite. (Gente, acabei de crêr que estou maluca, são hortências…kkkkkkkkkkkkk…valeu, Ana. É a ansiedade, dê um desconto 🙁 )

 

Além de não deixar o ambiente tão feminino, dura que uma beleza!

 

Geladeira abastecida, casa limpa e perfumada. Jantar escolhido.

 

Ainda tenho que levar o carro para lavar e abastecer.

 

E aí é só chegarem, marido hoje e os coroas amanhã.

 

É claro que amanhã terei que reorganizar a sala, aspirar, lavar a louça, porque a dinâmica do Lar é essa. Aí está a graça da coisa, sem contar que conto com o auxílio luxo das filhas e do marido.

 

Ainda tem que sobrar tempo para eu ir ao salão (hoje) arrumar as unhas e a sobrancelha…aff!

 

Manter a casa e a vida organizada não é brincadeira, mas não troco minha vida de Amélia por nada.

 

A menina caçula põe a mesa.


Enquanto a outra, cozinha.

 

Gabi tem pavor de sapos, rãs e afins…resolveu aplicar em si a terapia comportamental. Só pra rir! Ela ficou cinza cor de elefante…rsrsrsrs. Mas venceu o medo e comeu parcialmente a ‘bichinha’.

 

Beijocas, muito obrigada pela força. Não sei quando estarei por aqui. Talvez amanhã, talvez precise de uns dias para os meus. Cuidem-se! 😀

 Balada do Louco

Dizem que sou louca
Por pensar assim
Se sou muito louca
Por eu ser feliz
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz…

Se eles são bonitos
Eu sou Sharon Stone
Se eles são famosos
I’m Rolling Stone
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz…

Eu juro que é melhor
Não ser um normal
Se eu posso pensar
Que Deus, sou eu..

Se eles têm três carros
Eu posso voar
Se eles rezam muito
Eu sou santa!
Eu já estou no céu
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Não é feliz…

Eu juro que é melhor
Não ser um normal
Se eu posso pensar
Que Deus, sou eu…

Sim! Sou muito louca
Não vou me curar
Já não sou a única
Que encontrou a paz
Mas louco é quem me diz!
E não é feliz!
Eu sou feliz!…

fev 282012
 

 

Desde 2001 assumi completamente a casa e a criação da prole sem a ajuda externa. Com a vinda das crias da Zâmbia para o Brasil, contratamos a ajuda de uma diarista três vezes por semana. Deu super certo, mas agora no apartamento, a coisa apertou. A madeira dos artesanatos e móveis precisam de cuidados especiais para não mofar e os pêlos das cadelas se alastram. É impossível ficar um único dia sem aspirar. A Gabriela, fazendo dois cursos. A Natacha em pleno ano de preparação para o vestibular. Conversando, chegamos a conclusão que chegou a hora de contratar uma empregada doméstica. A Yoná começou ontem e eu gostei, gostei do jeitinho dela. Gostei da limpeza, da discrição. Tomara que de certo, é muito estranho depois de tanto tempo ter alguém de fora fazendo parte da nossa rotina, mas necessário. Passou o Carnaval e as meninas tiveram que sair da toca, digo, do quarto. Esse é da caçula. Mínimo. Ela queria muito nosso jogo de quarto, mas não coube. Somente a cama e o criado foram aproveitados. Adquirimos uma cômoda e um nicho no mesmo padrão imbuia e uma arara na Tok & Stok. Ficou bonito, despojado. A cara de uma menina de dezessete anos.

 

 

Aproveitamos a cortina da sala da casa antiga, ficou uma luminosidade gostosa. Boa para quem precisa pular as seis horas.

Os quadrinhos, eu peguei de um link disponibilizado pela Thalita do Casa de Colorir. Mandei imprimir, emoldurar e dividi entre as duas meninas.

Os ganchos e espelho, vieram de Tiradentes. A Tilda foi feita pela Ruby do “Meu canto, minha prosa”.

Já a menina mais velha, acabou herdando o guardaroupa. Ela também teve que abrir mão da cama zambiana que foi morar no Recanto.

 

O quadro com ilustração do Che veio de Veneza.

 

A sacada conta com esse belo visual. Mandamos por tela de proteção por causa das cadelas. O suporte de cerâmica e as duas xícaras de ágata, recebem pequenos cactos. Todos nós tivemos que abrir mão de alguma coisa para poder nos adequar ao novo espaço.

Com a ajuda da Yoná nas tarefas domésticas, tenho tido mais tempo para terminar de fazer minhas consultas médicas e conhecer novas amigas. Hoje, me encontrei com a Teresinha do blog “Democratização da moda”. Amei, ela é uma simpatia e me mimou com artesanatos feitos por ela: carteira, chaveiro e colar. Amei. Muito bom tornar as amizades virtuais em reais.

 

Beijocas! 😀

 

 

fev 222012
 

 

Já escrevi um Post sobre o problema que foi enfiar uma casa dentro de um apartamento, especialmente os quartos. Havíamos posto nossa cama encostada na parede, coisa que eu odeio. Há dois meses venho olhando torto para ela. A roupa de cama não fica esticada, é ruim para limpar e esteticamente feio. Ontem mudei a cama e a cômoda de lugar, e de cabeceira a cama ganhou o mar (hum, isso ficou poético).

Não comprometeu muito o espaço, sobrou uma pequena área de circulação em torno de toda cama. Agora posso arrumá-la e manter o chão limpo em todos os cantinhos.

 

A pouco estava lendo o blog “O Móvel” da Jussara Gehrke, que falava justamente sobre o melhor lugar do mundo: nossa cama. E a imagem abaixo me deixou feliz, não sou só eu a louca que coloco a cama na janela/porta. Ao invés do azul do mar, o verde da árvore. Achei lindo! Em nosso caso, temos três melhores lugares do mundo: no Congo, na Bahia e aqui. Exageradoooooooooos!

 

Repare como o quarto é todo recortado, é interessante para móveis projetados, mas como é alugado isso está fora de cogitação.

 

Proteção: Divino Espírito Santo, Sagrada Família, São Francisco de Assis, Rosário e terço.

 

A minha Sagrada Família.

 

A roupa de cama veio da Zâmbia, ia passar para a caçula junto com a cama que era nossa. Só que o quarto dela não está dos mais organizados, confisquei.

 

Cortina fechada, pulo cedo da cama com essa luminosidade.

 

Detalhe para as mais prendadas copiarem.

 

Não resisti e dei um Ctrl C Ctrl V na citação que a Juju usou, da Martha Medeiros (Feliz por nada):

“Onde é que você gostaria de estar agora, nesse exato momento? Fico pensando nos lugares paradisíacos onde já estive, e que não me custaria nada reprisar: num determinado restaurante de uma ilha grega, em diversas praias do Brasil e do mundo, na casa de bons amigos, em algum vilarejo europeu, numa estrada bela e vazia, no meio de um show espetacular, numa sala de cinema assistindo à estreia de um filme muito esperado e, principalmente, no meu quarto e na minha cama, que nenhum hotel cinco estrelas consegue superar – a intimidade da gente é irreproduzível”.
Beijocas e Feliz início oficial do ano 😉
fev 192012
 

 

Feriadão de Carnaval e filhota mais velha e eu ficamos em casa. Havíamos pensado em ir para o Recanto, mas desistimos pensando em como deve estar a estrada. Aproveitamos para fazer uma programação bem mulherzinha. Sábado de manhã, feira. Trouxemos verduras e flores.

 

As letrinhas que trouxe de Johannesburg foram para o aparador e o porta retrato também, achei que ficou tão romântico…rsrsrsrsrs.

 

Deus está em todas as coisas!

 

Me presenteei com esse livro do Rosenbaum.

 

Os posters foram para a parede. Ficaram tortinhos 🙁

 

Uma parte da família e Phalaenopsis branca dentro do balde de gelo.

 

Minha cozinheira linda, agora só cozinho quando ela tem aula.

 

Arroz com frango e pequi, farofa de feijão fradinho com ovos e banana da terra, e saladinha de alface com palmito de pupunha 😉 delícia!

 

Minhas companheirinhas.

 

Sempre alerta 😀

 

Ela não larga do meu pé, enche a casa de pêlos, faz caca, mas ainda assim eu a amo!

 

Hoje pela manhã a Gabi foi comprar peixe, trouxe uma garoupa. Eu gostei, ela não 🙁

 

Saladinha de tomate, queijo e brócolis. Arroz integral com castanha do Pará.

 

Olha minha linda no reflexo da colher 😀

 

Huuuuuuum!

 

A sobremesa: banana com calda de suco de laranja e sorvete de creme.

Alguém sabe o nome da bonitinha?!

 

Rosa e azul combinam. Domingo de praia cheia.

 

Auau! (Grosso)

 

Auau! (Fino)

 

Beijocas e bom feriado! 😀