Rss Feed Tweeter button Facebook button
jul 082016
 

No final do ano passado, combinamos com a Dona Chica (minha sogra), que viríamos para o Brasil em junho, por ocasião do 77° aniversário do sogro. Para não criar expectativa, caso algo não saísse como o planejado, optamos por fazer uma surpresa para ele. Assim que chegamos no Congo, em janeiro, comecei a programar nosso roteiro, passagens aérea, aluguel de carro, para que tudo saísse nos conformes. Na vinda, passamos alguns dias na África do Sul com a filhota e no dia 13, dia anterior ao aniversário, chegamos em Nortelândia, com um bolo de chocolate. Ele ficou muito satisfeito com a surpresa e nós, ainda mais. No final de semana, filhas e genros, filhos e noras, netos e amigos, compareceram para agradecer e celebrar a vida do nosso Patriarca. Na semana seguinte, quando todos voltaram para os seus afazeres, marido e eu, mamãe e sogros, fomos para Chapada dos Guimarães, passear e comemorar o 46° aniversário de matrimônio dos sogros.

13576781_1045239578899843_8993640939682041865_oNos hospedamos na Pousada do Parque, uma bela propriedade estrategicamente localizada nos limites do Parque Nacional que faz parte do Roteiros de Charme. Chegamos depois do almoço, nos instalamos e no final da tarde, fomos observar o por do sol no Mirante da Torre. Fazia um frio gostoso e apesar do tempo ‘emburrado’, a paisagem deslumbrante, nos emocionou.

13576819_1045239125566555_3697395996427409729_oFotografamos, rimos e aproveitamos da companhia de nossos pais 😉

13528260_1045225215567946_3120939934729480614_oPaisagem magnifica.

13528300_1045217498902051_4802487624601250148_oA estrutura, mexia com o vento e tirava das coroas, risos e gritos miúdos.

13559065_1045226905567777_7447092916512168571_oLá se foi o sol. Seguimos pela trilha até a Pousada, onde nos aquecemos diante da lareira. Mais tarde, seguimos para o Restaurante Teta da Loba, para nos deliciarmos com a comida feita no fogão a lenha. Na manhã do dia seguinte, fomos para a cidade comprar um tênis para a mamãe (ela levou dois ‘saltos’ e nenhum calçado para caminhar no mato, Mayza é dessas), aproveitamos para visitar a Igreja de Sant’ana.

 

13558802_1045240135566454_1149344783982748135_oVoltamos para a Pousada para esperar a guia. No roteiro, almoço no Restaurante Morro dos Ventos, comida regional deliciosa, ambiente lindíssimo e preço bacana. De lá, seguimos para o cartão postal da cidade, a cachoeira Véu de Noiva (tem 86 metros de queda livre).

13576874_1045228252234309_5193503997588194110_oA vista é deslumbrante.

13585014_1045227655567702_1435222326524210870_oA turma 😉

13559132_1045241332233001_3654168431697446540_oMais tarde, seguimos para a Cidade de Pedra…”é um dos lugares mais fantásticos da Chapada dos Guimarães com paredões impressionantes com até 350 metros de desnível e uma paisagem inesquecível, com formações rochosas esculpidas pelo vento e pela chuva, lembrando ruínas de uma cidade, por isso ganhou o nome de cidade de pedras. Do alto vê-se bela paisagem, com os paredões habitados por aves como a arara vermelha e, em baixo, o vale onde nascem alguns dos córregos do parque, como o Mutuca e o rio Claro.” 

13528247_1045243968899404_2363367968991138651_o

😀

13580449_1045245042232630_6868520006457292718_oAo retornar, nossa guia atolou…e creio que aí, foi o ponto mais divertido da viagem para os coroas que riram horrores da situação. O 4×4 não funcionou, a guia e o marido suaram para tentar desatolar, enquanto o sogro coordenava as ações, eu registrava e a mamãe e a sogra, conversavam…não desatolou…abafa. A solução foi voltar para a cidade e pedir ajuda, pois nem o celular funcionou…fuem, fuem, fuem. Terminamos a tarde comendo empada e rindo da situação.

13576754_1045233272233807_5459960492169847665_oNo penultimo dia, seguimos para a Fazenda Água Fria. Junto ao nosso guia, caminhamos até a Ponte de Pedra.

13511974_1040267899397011_7523111560232090886_nNa sequencia almoçamos, e sem tempo para descansar nas redes, seguimos ‘puxados’ por um trator até próximo da Gruta da lagoa Azul.

13502046_1040268259396975_6143701698542532170_nNo caminho, Dona Chica avistou uma jararaca (estávamos com perneiras).

13569058_1045236162233518_4299866116393163210_oPassado o susto, fizemos alguns cliques e seguimos para a Gruta.

 

13528507_1045245198899281_6860729172288637053_oA água, ganha tons azulados com a incidência do sol.

 

13522879_1045245982232536_1138128021122503074_oUm espetáculo. Na sequencia, visitamos a caverna Kiogo Brado, com tranquilidade cruzamos seus quase 300 metros, sempre atentos aos nossos coroas, pois o terreno é irregular.

13558944_1045247335565734_1452862588814884366_oPara finalizar essa tarde, fomos contemplar essa pequena cachoeira (esqueci o nome).

 

13528305_1045216475568820_2948029785192446118_oOs coroas ficaram exaustos, mas se divertiram horrores, o guia respeitou o tempo e as necessidades deles. E eles se divertiram muito. No último dia, nos atemos as lojinhas da cidade, uma delas foi a ‘Chapada à Mão – A Casa da Produção Artesanal e a ‘Patuá’. A cada visita, um novo cenário, sempre temos bons motivos para ir a Chapada, um lugar que sempre nos surpreende. Obrigada Kassya Telles e Allan Franco, pelas dicas 😉

Marido seguiu para o Congo e eu fiquei para o aniversário do filhote, acabou que minha mana e família decidiram vir para o Mato Grosso e temos tido excelentes dias de bate papo e chamego. Logo mais volto para o ES e BA para começar uma nova labuta. Muitas histórias virão por aí. Beijos e até logo mais, em novas paragens.

 

jul 022016
 

IMG_0287Vindo do Congo, passamos pela África do Sul para visitar nossa primogênita e o namorido, foram dias super agradáveis, de muito ‘convercê’ e frio.

montecasino0_hrAproveitamos esses dias para ‘turistar’ por lugares ainda desconhecidos. Em Sandton, Gauteng, visitamos o enorme complexo Montecasino, uma réplica de uma Vila Toscana, construído em 26 hectares de terra, com direito a calçolas penduradas em varais, bougainvilles e oliveiras.

26323353Um charme só!

Hartbeespoort-royal-holidayEm North West, a cerca de uma hora de Centurion, fica a represa de Hartbeespoort, excelente para a prática de esportes aquáticos: sup, windsurf, jet ski e para os que preferem as alturas, nas montanhas de Magaliesberg  é possível voar de parapente, munida de rampa, lanchonetes e loja de ‘souvenirs’.

Harties_Cableway_20_April_2012_020_700_420_80_sSubimos até o topo, por uma das cabines da Aerial Cableway.

IMG_0331A vista, privilegiada, é um encanto para os olhos 😉

IMG_0478Foram dias agradabilíssimos.

IMG_0445De lá, viemos para o Mato Grosso, comemorar o aniversário do sogrão. Mas esse, é assunto para outro post.

Xero nocêis tudo!!!

jun 062016
 

Malas-Prontas-PraiaNesse momento, estou arrumando as malas para viajar. Mais do que isso, estou levando para o Brasil, parte da história que construimos aqui, ao longo dos últimos sete anos. Não, não estou indo embora definitivamente, ainda. Na verdade, já havíamos programado para eu passar o restante do ano no Brasil, acompanhando as obras que começaremos logo mais e ficando um pouco mais com minha mãe. FullSizeRenderParece que estávamos antevendo o que viria, semana passada, a empresa enviou um email, fechando a visita de familiares ao Camp. E pedindo, que preferencialmente os dependentes que aqui vivem (meu caso), permaneçam em seus Lares. Isso creditado ao fato de ser ano de eleição e os nervos ficarem um pouco exaltados. Depois de uma década no Continente, aprendemos a ter calma. Já passamos por algumas eleições, seja na Zâmbia ou aqui, e também por alguns sustos. Coisa que se acostuma ao longo dos anos. Mesmo porque a tal estabilidade, é relativa, temos como exemplo a França. Confesso que fiquei ansiosa, apesar de já termos definido nossa agenda para 2016. O fato de ficar ‘impossibilitada’ de entrar aqui na hora que eu quiser, me deixou com o coração apertado. É uma sensação estranha. É aquela história, se a vida te der um limão, faça uma limonada. Diante do quadro, teremos a oportunidade de passar as festividades de final de ano em casa, quem sabe reunidos com a família, tal qual no ano passado. Passarei uns dias com a filhota, antes de seguir para o Brasil. Por lá, muito frio…vou virar picolé, ah vou.SciCast_Wallpaper_19204

Beijocas e boa semana…assim que der, volto aqui.

May the next few months be a period of beautiful transformation

abr 252016
 

Enfim, terminamos de montar nosso roteiro pelo litoral baiano para o segundo semestre de 2016. Fizemos várias pesquisas, usamos o tripadvisor para buscar informações sobre hotelaria. Nosso maior objetivo é vivenciar o ‘jeito baiano de receber’. Escolhemos Cumuruxatiba e Barra Grande, na ida. E Itacaré e Caraíva no retorno para Nova Viçosa onde temos nossa casa e nossa Vila Peruípe. Pretendemos comprar artesanatos para decorar nossas novas casas para alugar e é claro, incorporar aos nossos negócios, o que tiver de bom, em matéria de atendimento na hotelaria baiana.

12819430_1606670279582520_398611833507593356_oCumuruxatiba é um distrito de Prado, com pouco mais de quatro mil habitantes, faz parte da Costa das Baleias…será que as veremos? Optamos por nos hospedar na Pousada Rio do Peixe, os comentários no tripadvisor sobre os proprietários, são excelentes. Gostamos da infraestrutura e nos pareceu muito charmosa.

 

12976770_1619004335015781_6903083538384065892_oApartamento charmoso e bem equipado.

 

12030516_1608544526061762_4447025293830885848_oCuidado e amor naquilo que se faz é tudo né?!

 

12977090_1621256088123939_6286172576775257737_oA vista é super privilegiada, está localizada na Praia do Rio do Peixe Grande.

 

965676_529258173826389_1395537565_oNossa segunda parada, será em Barra Grande. Essa será nossa segunda visita a Península de Maraú. Na outra, optamos por nos hospedar em Taipús de Fora e ficamos apaixonados por Barra Grande, gostaríamos de nos hospedar voltados para a Baia de Camamu, mas não tivemos muita sorte. O primeiro estabelecimento que entramos em contato, não nos respondeu. O segundo, foi bastante solícito, porém, sumiu logo que decidimos nos hospedar por lá…o terceiro, nos deu respostas irritadiças beirando a grosseria…curuzes! Por fim, entramos em contato com os proprietários do Caiçara Bangalôs, que nos responderam prontamente, eficientemente e educadamente. Assim é que se faz 😉 Os comentários no trip são uma gracinha, super elogiosos.

 

1400261_532842833467923_23791711_oBangalô loft 😉

 

1277335_932773593474843_226688374534104870_oCarinho!

 

13062990_995305500554985_1409802093271097751_oCapricho.

 

1450700_173867792820949_215138003_nSaindo da Península, vamos para Itacaré. Já estivemos de passagem no município e decidimos voltar. Agora, para poder conhecer um pouco melhor a cidade. Essa será nossa hospedagem mais cara, optamos por um Boutique hotel, o Vila Barracuda. Pequeno e localizado no coração da cidade.

10608229_321096074764786_4544194731257023988_oLindo, não?!

 

10842125_321095511431509_3522328809690946026_oVamos ficar no Sea View suíte, com vista para o Rio de Contas e o Oceano Atlântico.

 

1978838_297660080441719_1292860076751531823_nEstamos ansiosos e na expectativa pela experiencia que teremos.

10422466_480067085459241_1378705034525722266_nPor último, Caraíva, comunidade litorânea e ribeirinha situada em Porto Seguro, na costa do descobrimento. Optamos pelo Caraíva Guest House também super elogiado no tripadvisor. Segue a descrição, segundo o site Caraíva.com.br “Carros não entram, energia elétrica apenas o suficiente, o controle do lixo é constante, a integração entre pessoas e a natureza é a maior inspiração. Prepare-se para conhecer um lugar diferente, vários sabores, cheiros, estéticas e sensações surpreendentes. Venha contemplar a natureza, experimentar um outro ritmo de vida e de interação com o mundo. Em Caraíva a vida fica mais leve, mais bonita e com outra vibração.”

 

10486172_572104062922209_3220776348748230852_oO café-da-manhã do Guest, é servido na própria varanda da suíte…adoramos ser mimados!

Enfim, fechamos nosso cronograma para 2016. Vamos em junho para o Brasil, onde eu ficarei. Me dividirei entre MT ES BA e maridão voltará para o Congo, mas voltará mais duas vezes ao Brasil. Nesses meses em terra-brasilis vou ficar por conta das obras e aproveitando o colinho da mamãe que me acompanhará.

Beijos e abençoada semana para todos nós 😀

Obs.: É só clicar nas imagens e será redirecionado para as páginas de onde elas foram copiadas.

abr 132016
 

Dorival Caymmi era um homem que sabia das coisas:

Você já foi à Bahia, nêga?
Não?
Então vá!
Quem vai ao “Bonfim”, minha nêga,
Nunca mais quer voltar.
Muita sorte teve,
Muita sorte tem,
Muita sorte terá

A Bahia tem dessas coisas, um jeito de cantar, de falar, de produzir que é todo dela. Lá nasceram Mestre Bimba, Mestre Pastinha, Caymmi, Raul, Pitty, Simone, Glauber, Ivete, Gil, Caetano…e mais um tanto de gente bacana.

Você já foi à Bahia, nêga?
Não?
Então vá!
Lá tem vatapá
Então vá!
Lá tem caruru,
Então vá!
Lá tem munguzá,
Então vá!
Se “quiser sambar”
Então vá!

E foi nessa terra maravilhosa, que amarramos o nosso jegue. De quando em quando, fazemos pequenas incursões pelo estado. Mas ainda há tanto a desvendar!!! Faz divisa com oito estados, tem a maior costa de todos os estados brasileiros: 900 Km ôh Benção! E foi na Bahia, que um tal Cabral ancorou para nos redescobrir. Por 214 anos, Salvador foi capital do Brasil.

Nas sacadas dos sobrados
Da velha São Salvador
Há lembranças de donzelas,
Do tempo do Imperador.
Tudo, tudo na Bahia
Faz a gente querer bem
A Bahia tem um jeito,
Que nenhuma terra tem!

E é assim, com esse jeito baiano de ser, que esse estado fisgou os corações de um matogrossense e de uma roraimense. Tá lá nossa vila, crescendo! Nos esperando. Enquanto a hora não chega, vamos conhecendo AQUI e ALI ‘modeobservar’ o jeito baiano de receber. Nossos próximos destinos serão: Cumuruxatiba, Península de Maraú, Itacaré e Caraíva. Estamos montando um roteiro supimpa, para fazer no nosso super mega power Jimny 😀 rá…a Bahia que nos aguarde.

Lá tem vatapá,
Então vá!
Lá tem caruru,
Então vá!
Lá tem munguzá,
Então vá!
Se “quiser sambar”
Então vá!

Abençoada quarta-feira. Sigo aqui, planejando 😉

mar 302016
 

Depois de quase duas semanas descansando em Zanzibar, voltamos para  Kolwezi. Período de labuta, até nossa próxima saída, daqui a setenta dias. A viagem, cujo destino foi decidido meio de última hora, foi fantástica. Saímos daqui numa quarta, para visitar a filha e o genro, para estrear a casa nova, comprada por ele…para eles. Ficou uma fofura. No dia seguinte, embarcamos para Dar Es Salaam e depois Zanzibar. A entrada no país, feita em Dar Es Salaam, é um saco. Desorganizado, quente, demorado…bem diferente da entrada por Arusha. Mas faz parte, já em Zanzibar, com visto ok, a entrada é rápida. Contratamos a Gallery Tours para nos ciceronear na Ilha. Atendimento perfeito. Bons carros, bons motoristas, bons guias. Nosso translado até o La Gemma, durou aproximadamente uma hora e vinte minutos. Chegamos já de noite, a tempo de pegar o ‘Swahili dinner’, comida típica (mandioca, quiabo, banana frita…oh delícia), música e show com os Masai. Jantar pé na areia, sob o céu estrelado, ao som das ondas do mar e luz de velas. Depois do jantar, nos recolhemos para descansar de um dia intenso. Na manhã seguinte, acordamos com a bela paisagem da nossa varanda. AccommodationTomamos um delicioso café da manhã, desfizemos as malas e as onze, recebemos um profissional da Gallery, para montar nosso roteiro. Dividimos nossos dias entre passeios e dias de ócio no Hotel…aproveitamos bem a Ilha e a estrutura do resort. No sábado, visitamos uma fazenda que cultiva especiarias: cravo, canela, baunilha, açafrão, colorau e outros aromas, nos foram apresentados. 1235526_975760289181106_1829710772015855880_n10484920_975760765847725_3984452976568661272_nNa sequencia, fomos visitar a Stone Town a parte mais antiga de Zanzibar. Marido ficou encantado. Os becos, repletos de lojas e bazares, com belas portas entalhadas adornando algumas construções, é um emaranhado tal qual Roma, por onde bicicletas, pessoas e motonetas se cruzam todo o tempo. De lá, seguimos para Prison Island, um mar lindo e centenas de tartarugas gigantes habitam a ilha.993877_975760755847726_1065413500947692106_n

No domingo, segunda e terça, ficamos no resort, já que no domingo foi dia de eleição e preferimos ficar quietinhos. A cor da água estava maravilhosa.11215179_976339299123205_5406608168030530389_nA estrutura do resort é fantástica, o atendimento primoroso…os funcionários, educados e profissionais. Aproveitamos para ler, comer, fazer sup, aula de vela, comer de novo, namorar, fotografar, comer…uma delícia.1517659_981643891926079_8198701364529987807_n12821587_976158339141301_7285640697940003487_n12748001_976915009065634_6751757995703445499_o

E por falar em fotografar, gente…que pôr do sol era aquele?! Abusadamente lindo.1511413_975760822514386_5686899708985288607_n12377778_984233998333735_1355446815875828908_o12901092_984237068333428_1586434234528836145_o12525659_984238454999956_4305341844681944270_o12909626_984240901666378_6488926594028732336_o

O público do resort em sua maioria é composta por idosos, casais jovens e pouquíssimas famílias com crianças pequenas.10405628_976369942453474_984094675176100469_n944927_976370275786774_5227634055482564170_n12321336_980882345335567_5350696653210236262_n12916141_984238984999903_8825159027179288880_o

Essa palafita abriga um café, um restaurante e área de entretenimento. De noite, dá para observar os peixes no entorno. Pescadores em suas canoas, também ficam ali, aproveitando a luz para pescar.1918111_976489999108135_6472276944890619391_n5789_976490045774797_7385851333361913622_nAs refeições diárias são servidas em um único local, mas reservando antecipadamente, há outras três opções de restaurantes no resort. No restaurante que fica sobre a palafita, eu pedi um prato com frutos do mar, e marido, lagosta. No final da noite, ele estava com as pálpebras inchadas…eventualmente isso acontece quando ele come frutos do mar 🙁

1185397_977129135710888_6676389457032483851_nFicamos super bronzeados.

12890875_977704108986724_931613816489188661_oA lua cheia chegou, mudou a cor do mar, revolveu o fundo e trouxe fragmentos de corais e ouriços para a praia…resultado: pisei em um, fiquei com o pé direito cheio de espinhos 🙁

12901499_984243151666153_8299693629238322955_oNa quarta, ainda mancando, fomos fazer o que eles chamam de safari blue. Um passeio de barco, por um banco de areia, onde fizemos snorkel…peixinhos multicoloridos e corais maravilhosos ficam no entorno do banco. Frutas foram servidas e depois, seguimos para uma ilha onde almoçamos e recebemos a inusitada visita de um caranguejo quebra coco.12006168_978982275525574_634859745124055852_n1203_978982352192233_3776560790616032038_n12801581_980493012041167_8613911112098678595_nPara sobremesa, sementes de baoba apimentadas, pé de moleque com gengibre e a outra, esqueci.

11146474_984245728332562_972241664577314297_oNa quinta, nos encontramos com o nosso guia Bruno, que também é professor de Capoeira. Foi bem bacana ver a felicidade de menino estampado nos olhos do meu amor. E a alegria dos alunos, por receberem a visita do meu Assombroso.

12495070_980492698707865_7156861844706204839_nObserve que apesar do calor, usei roupas mais longas nas visitas a cidade, pois o país tem maioria muçulmana. Mas eles são muito tranquilos e vi várias mulheres de shorts e regatas na rua.

12473819_984248034998998_8570158347463165561_oSexta foi o dia de irmos almoçar no The Rock restaurant, levamos três horas entre ida e retorno ao hotel. A maré ainda estava baixa.

1012553_980715998685535_3467299090958514055_nDe entrada pedimos carpaccio de peixe regado com leite de coco, azeite e pimenta. Meu prato principal foi um tagliatelle caseiro com lagostines e maridão foi de peixe do dia, com purê de musseline e legumes grelhados. Para sobremesa, tiramissú. Pagamos U$D 99,50 creio que para o exotismo e beleza do lugar, o preço foi ótimo.

03-e1389029800911DSC_23821-e1384547779215

Esperamos a maré subir para fazer umas fotos e depois, voltar para o hotel.

12439484_980715785352223_7958464192242524719_n12806231_980715895352212_3635233000849820445_n12671965_984248054998996_4476566907098497346_o12671748_984269338330201_1049120607276101775_o12901463_984269104996891_5035043845436690566_o

Sábado foi dia de fazer caminhada na praia, comprar umas telas para as casas da Bahia, curtir o pôr do sol e descansar para seguir viagem para a África do Sul no domingo de Páscoa. Jantamos na casa da filhota e na segunda, seguimos viagem.

12523861_980492962041172_3790719005948651082_n12472278_981643948592740_656298224421195392_n

Estamos escolhendo um local bem bacana para viajar no ano que vem, com o filho, nora e neto, em comemoração a formatura deles. Zanzibar entrou na lista dos possíveis destinos 😀

12719586_980882388668896_8983507587210107024_oBeijo bem grande para todos vocês e até a próxima!

mar 042016
 

Há tempos temos sonhado em comprar uma área próxima às casas que reformamos. Mas com as reformas em andamento, era impossível fazer outro compromisso…fomos protelando, até que em agosto passado, fizemos o primeiro contato com a proprietária. Deixamos tudo esquematizado para que em novembro, fizéssemos o negócio. Não deu certo! E se tem uma coisa que a minha sogra fala e eu levo ao pé da letra é: se for para ser seu, será! Ou seja, se não der certo, será livramento. Nesse meio tempo, outro proprietário vizinho ao que estávamos interessados, fez contato. Fomos mantendo contato, através de amigos maravilhosos e que foram decisivos nessa negociação. Em dezembro, fiz o primeiro contato pessoalmente, o negócio estava meio ‘agarrado’. Com a ajuda do filho advogado, desse casal de amigos, a coisa foi se desenrolando, até que nos últimos dias, prestes a vir embora, o negócio se concretizou. Todos os dois! Eis que enfim, temos uma área bacana para fazer nossa Vila. São quatro ‘casas’, duas delas, ainda estão ocupadas. Mas logo teremos as chaves em nossas mãos. Uma das propriedades, de frente para a Foz do Rio Peruípe e com a vista da Ilha de Barra Velha ao fundo, é um sonho realizado. É claro que ainda teremos muito trabalho, dor de cabeça com obras, despesas, mas já estamos calejados. Porque sabemos que para casa velha, há reforma para dar jeito e deixa-la tinindo.

IMG_7847Essa é uma das casas!

IMG_7845Olha a distância dela, para a casa Céu.

IMG_0145Só digo uma coisa: vai ficar muito lindo!

IMG_7864Essa aqui é o meu xodó.

IMG_7879As outras duas são estas aí, ficam de frente para a Foz e todas fazem divisa. Pela nossa experiência com as obras anteriores, cremos que tudo estará pronto para o final de 2017. Já tô com um frio na barriga e olha que os trabalhos só começarão em julho 😀 enquanto isso, da-lhe pesquisar. Logo mais, nossa vila contará com seis confortáveis casas para alugar. Já conhece o site? Não? Olha aí: Vila Peruípe.

Obrigada Senhor, por tantas bênçãos. Sabemos que sem trabalho e comprometimento, não há resultados. Como diz meu marido fitness: Sem dor não há espledor! kkkkkkkkkkkk

Beijos e boa semana…domingo é aniversário do maridão. Vivas!

fev 292016
 

Lembro como se fosse hoje, o dia em que o marido chegou em casa (lá em Minas) e me disse: Minha linda, o que você acha de mudarmos de cidade? De cidade não, de estado. De estado não, de país? E eu mais que depressa, respondi: Pra onde, para a África? E ele me respondeu meio incrédulo: Você já sabia? Não sei o que me motivou a dar essa resposta, mas foi a que veio intuitivamente. Ontem perguntei a ele o motivo pelo qual viemos para o Continente africano. E ele respondeu: Para ganhar dinheiro! Homens, sempre tão práticos e previsíveis. Já eu, respondi que talvez tenhamos caído aqui, para que a menina mais velha, quase dez anos depois, encontrasse o amor (mulheres, tão românticas e adoravelmente malucas). Sim, a menina está amando e está prestes a juntar as escovas com o gato garoto sul africano.11950283_10153715740634789_6583987370275442939_o

Daqui a pouco, chegará o momento de voltarmos para terra brasilis e ela, ficará. Essa vida é mesmo muito louca. E assim, correndo trecho, seguimos. Enquanto isso, lá no Brasil, o ninho ficou ainda mais vazio. Em novembro, quando cheguei no ES me deu um estalo (tenho muitos, aliás). Temos uma sobrinha maravilhosa, que se formou em contabilidade há alguns meses e que se dá muito bem com a caçula. A cidade em que vive no MT, não oferece tantas oportunidades, quanto o ES. Porque não juntar o útil ao agradável? Marido e eu a convidamos para ir morar com a caçula e fazer uma pós…conhecer novas pessoas, novos lugares, novos contatos. Não é que ela aceitou? Ganharemos mais uma filha nessa semana. Seja vem vinda, Jaque…que Deus abençoe seu novo projeto, pois sei que sua parte, você a fará.1533717_162409054121402_7633855415928490116_n

E você, acumula ou compartilha? Beijos e abençoada semana! 😉

fev 262016
 

Tenho escrito muito sobre o tempo…sobre como o temos usado para produzir, para nos relacionar com as pessoas. E também sobre perdas, ganhos e escolhas. Como de costume, nosso cronograma para 2016 já está pré-definido e decidimos que eu ficarei o segundo semestre no Brasil, com a minha mãe e por conta das obras que começaremos logo mais. Caberá ao marido ir nas férias para casa. Ontem ao falar com a mamãe, senti a alegria dela em ir, sem ressalvas, sem preocupar-se com o que ficará para trás. Será uma prévia do que viveremos no futuro, vamos ver como minha rainha se adaptará a mim e a um novo estado, ou melhor…dois…rsrsrsrsrs. Ela não tem idéia do quê a espera 😀  mamãe é uma mulher dona do seu nariz, senhora do seu tempo, independente, e creio ser essa independência que dá a ela tamanha vitalidade. Trabalha, cuida de si e da casa, tem a bicicleta como meio de transporte, tem seus amigos. Não pretendo tirar nada disso dela, mas quero que ela tenha o opção de ser cuidada, quando ela achar que está no momento. Se Deus nos permitir, teremos muito tempo pela frente 😉

12528039_934219569994041_1940129059_nMaysa comemorando a vitória no Dominó com o nosso sobrinho/afilhado e o nosso neto…rsrsrsrs.

Beijos e abençoada sexta-feira para todos nós!!!

fev 242016
 

blog-muertoQuando estou aqui no Congo, é quando mais escrevo…e também é quando menos tenho material para postar. A vida aqui é muito simples. Até nosso carro, vendemos. Pois não temos o hábito de sair…eu fico no condomínio. Marido no trabalho…de lá, vem direto para casa, no ônibus da empresa. Ainda assim, escrevo mais quando aqui estou. Mantenho meus perfis pessoais no FB, Instagram, Twitter e blog. Os perfis da Vila Peruípe na fanpage do FB, Instagram e o Instagram da @fuluxuosa nossa cadelinha linda que vive no Brasil. É claro, que eventualmente um deles fica com menos atualizações, mas sempre preparo algum conteúdo. Quando estou no Brasil, viajo muito, faço muitas fotos, são muitas experiências, mas não tenho tempo de postar ou vontade, porque viver o momento, torna-se mais importante. E daí fico me perguntando porque muitos amigos abandonaram seus blogs. Creio que a falta de tempo, atrelado a rapidez das novas mídias são os maiores ‘culpados’ por essa quantidade de blogs abandonados. Excelentes blogs que eu seguia, não produzem mais conteúdo. Fica um ‘limbo’ de blogs mortos/vivos.  No Instagram, por exemplo, o feedback é imediato…você fotografa algo, põe um filtro et voilà! Sem contar as # que atrai um público que tem o mesmo perfil do que foi publicado, creio que isso estimule mais. Vejo também, blogs profissionais com muitos ‘publieditoriais’, bons conteúdos com nenhum ou quase nenhum comentário. Não há interação com o público, talvez isso seja frustrante. No meu caso, o blog é meu diário, apesar de amar os comentários e o carinho que alguns de vocês deixam aqui, o que me faz continuar a escrever é bem simples: escrevo pra mim. São memórias de um tempo vivido longe de casa, longe do meu país, longe das pessoas que mais amo…estou sempre recorrendo a um ou outro texto. Choro, sorrio com as bobagens que escrevo aqui. Esse é um espaço importante para mim…são oito anos, passei pelo Terra, pelo Blogger e cá estou eu, quase firme e sempre forte!!! Talvez um dia eu canse, eu vire a página, de um ‘The end’.

Beijos!